Terra Boa

História verídica... (Cf. Pe. J. Powell SJ)

23.05.18 | 15:51. Archivado en Mensagens

Um dia, estava eu de pé na porta da sala, esperando meus alunos entrarem para o nosso 1º dia de aula. Foi aí que vi Tom, pela primeira vez. Não consegui evitar que meus olhos piscassem de espanto. Ele tinha cabelos longos e muito louros que batiam uns 20 cm abaixo dos ombros. Eu nunca vira um rapaz com cabelos tão longos.

Acho que a moda estava apenas começando nessa época. O que importa não é o que está fora, mas o que vai por dentro da cabeça, pensei, mas confesso que fiquei chocado. Logo classifiquei Tom com um ‘E’ de ‘estranho’, muito estranho! E ele acabou se revelando como o ‘ateu da turma’ no meu curso de Teologia. Constantemente fazia objeções e questionava a possibilidade de existir um Deus-Pai que nos amasse incondicionalmente. Convivemos em relativa paz durante o semestre, embora admito que às vezes ele era bastante incômodo.

No fim do curso, ele se aproximou e me perguntou, num tom ligeiramente irônico:

>> Sigue...


Pentecostes: O “sopro” do Ressuscitado nas raízes de nossa existência... (Pe. A. Palaoro SJ)

19.05.18 | 04:19. Archivado en Liturgia

Pentecostes é uma festa eminentemente pascal. Sem a presença do Espírito, a experiência pascal não seria possível. Ressurreição, Ascensão, Pentecostes e missão eclesial aparecem intimamente articuladas. Não são momentos isolados, mas simultâneos e dinamizadores na comunidade dos seguidores de Jesus.

O Ressuscitado, através da eficácia do sopro do Espírito, reconstrói relações rompidas, afasta o medo, e abre o horizonte da missão.

“Espírito” (termo latino; em hebraico “ruah”) significa vento, ar, alento, vida, amplitude, espaço ilimitado... A totalidade de nosso ser está empapada do Ruah de Deus. “Ruah” evoca o sopro do vento, a brisa fresca que traz a chuva, considerada como uma benção.

>> Sigue...


ASCENSÃO: ampliar nossos horizontes atrofiados... (cf. Pe. A Palaoro SJ)

12.05.18 | 04:25. Archivado en Acerca del autor, Liturgia

Após uma longa e criativa caminhada com Jesus, a liturgia nos faz “desaparecer em Deus”, como o Cristo da Ascensão “desapareceu em Deus”.

Depois da Ressurreição, Jesus “ascendeu”. E fez isso abertamente. Os discípulos, atordoados, permaneceram olhando para o alto, enquanto Jesus partia. Começava uma nova maneira de se fazer presente junto aos seus seguidores. Ele os estaria acompanhando todos os dias até o fim do mundo. Nada de ruptura, mas uma mudança qualitativa.

Jesus “foi levado ao céu”... Não se “elevou ao céu” no sentido estrito, senão que “desceu” ao mais profundo de nossa existência, para dentro da nossa história. Presença misteriosa, não restrita aos limites do espaço e do tempo. Transcende o que se pode ver e tocar.

Naqueles Onze apóstolos, “catequizados” pelas mulheres que fizeram a primeira experiência de encontro com o Ressuscitado, nos encontramos todos os cristãos.

>> Sigue...


Igreja chilena crucificada...

11.05.18 | 13:15. Archivado en Atualidade

Foi um fiasco a viagem do Papa Francisco a Chile, em janeiro passado por culpa de alguns bispos. O Papa pediu à Conferência episcopal soluções para enfrentar o descrédito da hierarquia episcopal acomodada nas suas poltronas. Não é esse o modelo de bispo que a igreja quer e o povo requer.

O Papa Francisco chamou os bispos do Chile a Roma, para os dias 14 a 17/MAI, para reconstruir a comunhão eclesial, e tomar medidas necessárias e das quais precisam. Como não fizeram o que tinham que fazer, o Papa o fez: escutar as vítimas da pedofilia que por anos chamaram às portas do Núncio, e do Cardeal de Santiago, e nunca os receberam...

É necessário repensar o que fazer para recuperar o tempo perdido! O povo cristão cansou das palavras vazias que os bispos falam e não vivem.

>> Sigue...


Cardeais em Crise?

09.05.18 | 14:09. Archivado en Atualidade

Cardeais em crise? Vocês me dirão...

O que acontece com suas eminências reverendíssimas, os cardeais da Santa Mãe Igreja? Eles foram criados para assistir ao Papa, e não para confrontá-lo e acusá-lo publicamente de herege.

Primeiro foram aqueles 4 cardeais (Brandmüller (*1929), Burke (*1948), Caffarra (*1938) e Meisner (*1933)) desconfiados com a ortodoxia do Papa Francisco, pelo capítulo 8º da Exortação Apostólica Amoris Laetitia. Depois, foi o Cardeal Sarah (*1945) com a proposta de voltar, o mais rápido possível, sacerdotes e fiéis na mesma direção, para o oriente ou pelo menos para o tabernáculo... De novo, a missa de costas para o povo!

Agora, e certamente não serão os últimos, surgem outras eminências pardas (Muller (*1947), Burke (*1948) e Eijk (*1953)) contestando o poder da Conferência Episcopal Alemã, por propor a intercomunhão a cristãos luteranos que dela se aproximar com respeito e reverência. E ao Papa Francisco por não fechar essa porta!

>> Sigue...


AMOR VIVIDO NA ALEGRIA... (cf. Pe. A. Palaoro SJ)

05.05.18 | 04:41. Archivado en Liturgia

O Evangelho deste domingo é desenvolvimento do tema do domingo anterior, ou seja, a videira e os ramos. Jesus explica em quê consiste essa “conexão” com a Videira verdadeira. Apresentando sua união com o Pai, Jesus vai desvela a essência de sua mensagem. Ele nos coloca diante do Amor vivido na alegria.

Trata-se de entrar em sintonia com o modo de amar de Deus: amor descendente, sem fronteiras, oblativo e expansivo que se “revela mais em obras do que em palavras”(S. Inácio). Estamos envolvidos pelo Amor transbordante de Deus. Amor“que desce do alto” e Amor que flui para os outros; Amor que vem do outro e Amor que retorna à sua Fonte...

Mandamento novoem oposição ao antigo, ou seja, a Lei. Jesus não manda amar a Deus nem amar a Ele, mas amar como Ele ama. Não é lei que se impõe de fora; mas emana do coração alegre de Deus e de todos nós. Dinamismo expansivo que brota de dentro e nos impulsiona em direção ao outro, sem buscar recompensa.

>> Sigue...


Dia 3/MAI: a Eucaristia é para todos ou só para alguns?

03.05.18 | 15:48. Archivado en Atualidade

Hoy, dia 3/MAI, um grupo de cardeais e bispos alemães se reune no Vaticano com membros da Cúria Romana para analisar se conjugues não católicos, de matrimônios mistos (um católico e outro luterano) podem comungar nas missas católicas.

A Conferência Episcopal alemã, já aprovara e fevereiro essa possibilidade.

A delegação alemã está composta por pessoas de grande categoría inteletual e moral: Cardeal Marx, cardeal Woelki; bispos de Münster, de Speyer... Presidente e o vive presidente da Comissão Doutrinal da Conferência Episcopal alemã; presidente da Comissão para o Ecumenismo da Conferência Episcopal alemã, e o Secretário geral da Conferencia Episcopal... Todos pesos pesados em teologia e ecumenismo!

>> Sigue...


Ameerah Al-Taweel: princesa saudita...

30.04.18 | 04:09. Archivado en Atualidade

Você conhece Ameerah Al-Taweel, princesa da Arábia Saudita? Ela é bonita, simpática e irmã do rei; contudo, é o retrato de uma mulher que rompeu com as regras sociais do seu país.

Ela tem 34 anos, e foi uma das primeiras mulheres do seu país a dizer não ao véu, aparecendo com roupas ocidentais, embora mantendo um toque oriental. Para ela, toda mulher deve se vestir como quiser.

>> Sigue...


A Arquidiocese de Mariana/MG e a diocese de Paranavaí/PR têm novos bispos...

29.04.18 | 14:03. Archivado en Atualidade


A Arquidiocese de Mariana/MG e a diocese de Paranavaí/PR têm novos bispos...

O Papa Francisco nomeou Bispo da diocese de Paranavaí o Pe. Mário Spaki (*1971), do clero da diocese de Ponta Grossa/PR, até então Secretário-executivo do Conselho Episcopal Regional Sul 2 da CNBB, com sede em Curitiba.

Ao mesmo tempo, o Papa Francisco aceitou a renúncia ao governo pastoral da Arquidiocese de Mariana (MG), apresentada por Dom Geraldo Lyrio Rocha (*1942).

O novo Arcebispo Metropolitano de Mariana é Dom Airton José dos Santos (*1956), que será transferido da sede metropolitana de Campinas/SP.

>> Sigue...


5º DTP: CONECTADOS À VIDA... (Pe. A. Palaoro SJ)

28.04.18 | 13:57. Archivado en Liturgia

Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira...” (Jo 15,4)

Se há algo que caracteriza nosso tempo é a consciência de ser rede-comunhão-interconexão. Tudo está interconectado na globalidade que vivemos; formamos parte de um todo.

Este tempo pede de nós “uma espiritualidade da conexão”, experiência da Unidade, de estender pontes entre culturas, raças, sexos, crenças religiosas, ideologias, de romper fronteiras, de estreitar laços, de criar espaços acolhedores... Sair de nossos pequenos círculos para criar vínculos com tantas pessoas, grupos, organizações sociais e movimentos que buscam a globalização da solidariedade, da interconexão responsável, da comunhão universal.

A imagem da videira e dos ramos, no Evangelho de hoje, revela a teia das relações, das inter-dependências e da comunhão de todos com a Fonte originária de tudo. Pertencemos a uma comunidade cósmica de vida. Estamos relacionados com todas as criaturas e com o próprio Criador, alimentados pela mesma seiva divina, que tudo sustenta com sua mão providente. Há uma unidade fundamental que perpassa todas as partes do universo, na forma de uma “rede”.

>> Sigue...


4º DTP: JESUS BOM PASTOR...

21.04.18 | 04:07. Archivado en Liturgia

A partir deste 4º Domingo de Páscoa, a liturgia se afasta dos relatos das aparições do Senhor, mas não sai do tema pascal. O tema do Bom Pastor: dar a Vida, está profundamente sintonizado com o tempo de Páscoa. Jesus está vivo e comunica Vida à comunidade.

Crer e anunciar a Ressurreição é confiar na Vida que já não morre. Somos chamados a proclamar que há algo mais além da vida limitada e frágil. A morte foi vencida. Viver a Páscoa significa apostar pela qualidade de vida. Paira por todo lado uma falta de cuidado para com tudo e todos. Jesus foi o “homem-do-cuidado” e deixou aos seus seguidores esse mesmo estilo de vida. O evangelista Marcos diz com extrema finura: Ele fez bem todas as coisas! (Mc 7,37).

A cada dia o Pai chama as criaturas pelo nome e as convoca à vida: águas fluem, animais procriam, astros retomam seu curso e o ser humano acorda para cumprir suas tarefas. A Criação se refaz de crepúsculo em crepúsculo e de aurora em aurora.

>> Sigue...


Propostas para os futuros presbíteros...

19.04.18 | 13:34. Archivado en Atualidade

Candidatos ao Noviciado/2018 dos jesuítas do Brasil...
Estava em Itaici, quando um jovem de 22 anos me disse que gostaria de entrar na vida religiosa. Pensei: Deus trabalha sem parar, a pesar de nossas limitações e fragilidades.

Sabemos que os MCS não valorizam nosso celibato. Parece, até, como se a nossa “vida afetivo-sexual” ficasse à vista de todos. São muitos os que se posicionam contra, argumentando teses já sabidas: imposição desumana, atentado aos direitos pessoais, hipocrisia generalizada, etc. E no em tanto, no meio desse mar agitado, Deus continua chamando pessoas para a vida consagrada e ministerial.

A primeira reação diante dos “casos escandalosos” que surgem nos MCS não deve ser o do pânico ou da censura, mas o da sensatez. Não adianta esconder notícias que se filtram por toda parte nem podemos colocar os jovens vocacionados numa “estufa”, protegendo-os da opinião pública. A liberdade de expressão é um valor, e a impossibilidade de controle faz inviável falsos recursos protetores.

>> Sigue...


Miércoles, 18 de julio

BUSCAR

Editado por

Síguenos

Hemeroteca

Julio 2018
LMXJVSD
<<  <   >  >>
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031