Terra Boa

28º DTC: O SABOR DE ETERNIDADE... (cf. Pe. A. Palaoro SJ)

13.10.18 | 04:08. Archivado en Liturgia


Jesus saiu caminhando... O caminho é o lugar dos encontros surpreendentes, do diálogo com o diferente. A itinerância é o modo próprio de Jesus viver e, também o dos discípulos.

Ao mover-se de um lugar a outro Jesus encontra diversas pessoas e acolhe todas, sem estereótipos ou julgamentos.

Toda saída implica deixar para trás muitas coisas é um novo êxodo, pois implica despojamento e confronto. Precisamos passar de um olhar auto-referencial e moralizador para um outro mais fraterno e humano.

“Ao sair caminhando, veio alguém correndo...”. O encontro dá-se no caminho de Jesus para Jerusalém, e quem se aproxima correndo, como fustigado por uma urgência implacável é um jovem. Não veio a Jesus como os outros, oprimido pela enfermidade, mas a partir de uma inquietude interior: “O que fazer para ganhar a vida eterna”?

>> Sigue...


APARECIDA: A MÃE QUE NOS ACOMPANHA... (cf. Pe. A. Palaoro SJ)

12.10.18 | 04:34. Archivado en Liturgia

O Papa Francisco, em uma homilia proferida no Santuário Nacional de Aparecida, convidou a nos deixar surpreender constantemente por Deus . Deus espera que nos deixemos “surpreender por seu amor, que acolhamos as suas surpresas”.

O Papa nos mostrou como modelo de surpresa a história do Santuário: três pobres pescadores depois de um dia inteiro sem apanhar peixe encontram, nas águas do Rio Paraíba, a imagem da Senhora Aparecida. Sabemos que os pescadores, após encontrarem a imagem milagrosamente, têm uma pesca abundante e conseguem o que precisavam para atender ao conde de Assumar.

>> Sigue...


27º DTC: O CASAMENTO É UM MOMENTO, MAS O MATRIMÔNIO É UM PROCESSO... (Cf. Pe. A. Palaoro SJ)

06.10.18 | 04:41. Archivado en Liturgia

O Mestre Jesus, em sua itinerância missionária, depara-se com diferentes perguntas sobre aspectos da vida, pessoal ou comunitária. Todas são uma ocasião privilegiada para anunciar a Boa Notícia do Reino.

Neste domingo, Jesus não foca tanto na questão do divórcio, quanto à dignidade da mulher. Ele não tolera uma lei machista na qual o marido pode abandonar a esposa como se fosse uma mercadoria; situa o homem e a mulher em pé de igualdade. Desativa o machismo que leva a considerar a mulher como “propriedade” do homem.

A atitude de Jesus é coerente com toda sua trajetória: seu posicionamento decidido a favor dos “últimos”, dos “pequenos”, das “crianças”, das mulheres... Por tudo isso, não é casual que, depois deste relato apareça a cena de Jesus abraçando as crianças.

>> Sigue...


50 parlamentares brasileiros listados como anti-indígenas...

04.10.18 | 04:55. Archivado en Atualidade

Estas pessoas não são dignas de representar o povo brasileiro na política nacional:

Arthur Lira, deputado (PP-AL)
Lucio Vieira Lima, deputado (PMDB-BA)
Eunício Oliveira, senador (PMDB-CE)
Rose de Freitas, senadora (PMDB-ES)
Roberto Balestra, deputado (PP-GO)
Ronaldo Caiado, senador (DEM-GO)
Weverton Rocha, deputado (PDT-MA)
Edison Lobão, senador (PMDB-MA)
Leonardo Quintão, deputado (PMDB-MG)
Newton Cardoso Jr, deputado (PMDB-MG)
Aelton Freitas, deputado (PR-MG)
Marcos Montes, deputado (PSD-MG)
Bonifácio José Tamm de Andrada, deputado (PSDB-MG)
Domingos Sávio, deputado (PSDB-MG)
Antonio Anastasia, senador (PSDB-MG)
Dagoberto Nogueira, deputado (PDT-MS)
Luiz Henrique Mandetta, deputado (DEM-MS)
Tereza Cristina, deputado (PSB-MS)
Carlos Marun, deputado (PMDB-MS)

>> Sigue...


Mudança de época...

01.10.18 | 04:41. Archivado en Atualidade

versível, e entre essas mudanças podemos situar o fim da dominação machista na cultura ocidental. Isto é muito sério.

Por primeira vez na história, temos a possibilidade de analisar os elos existentes entre o poder e a religião, pois por milênios a humanidade viveu atrelada a essas duas realidades patriarcais, e que agora sofrem uma profunda crise.

A dominação machista modelou a existência da nossa sociedade, identidade e organização. As mulheres submissas asseguravam a reprodução do grupo humano, enquanto os homens pairavam por cima das situações e dos relacionamentos. Tudo isso, agora, entrou em crise colocando em cheque-mate esse tipo de organização masculina, provocando inseguranças e transformações na reprodução biológica e na vida social da comunidade, mudando o referimento ao masculino. O macho entrou em crise e perdeu o tesão!

Nosso mundo é complexo, plural, multirreferencial, bem diferente dos tempos anteriores...

A dominação masculina perdeu nos dias de hoje sua razão de ser, e a igualdade dos gêneros se impôs como uma conquista histórica de toda a humanidade. Quem ganhou? A humanidade!

>> Sigue...


Lunes, 15 de octubre

BUSCAR

Editado por

Síguenos

Hemeroteca

Octubre 2018
LMXJVSD
<<  <   >  >>
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031