Terra Boa

ASSUNÇÃO DE MARIA: plenitude do encontro... (cf. Pe. A. Palaoro SJ)

17.08.18 | 15:29. Archivado en Liturgia

“Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar?...”

Na festa da Assunção de Maria, a liturgia nos propõe aprofundar o sentido do encontro a partir da contemplação deste horizonte inspirador: a Visitação. Os ícones que expressam esta visita, nos apresentam duas mulheres vinculadas, unidas por um abraço, um beijo, e uma mesma alegria. Elas se revelam mestras da “cultura do encontro”.

Maria e Isabel: duas mulheres cheias de Deus; ambas grávidas, e de modo surpreendente. Elas carregam uma novidade que as supera. Uma, mãe do Messias, e a outra, do arauto dele. Cada uma partilha e reconhece o mistério de Deus na outra.

A Visitação desperta prazer e alegria. Alegria fecunda ligada a dois nascimentos que vão mudar a história de seu povo e da humanidade.

Deus se infiltra no cotidiano e naquilo que não tem maior relevância, ou seja, a vida diária de duas mulheres. Quebra-se assim a centralidade do Templo. Elas festejam as maravilhas do Senhor em um lugar simples, numa região montanhosa, numa casa de família simples. O maravilhoso e extraordinário no corriqueiro e simples.

Neste bonito encontro, junta-se o Antigo e o Novo Testamento, a juventude e a idade madura. Com elas e delas nasce o tempo novo, um momento culminante da história. Maria se põe a caminho, sai de si mesma, pois o serviço aos outros a apressa.

Na Laudato si (n. 240) o Papa Francisco nos diz que “a pessoa humana mais cresce, mais amadurece emais se santifica à medida que entra em relação, quando sai de si mesma para viver em comunhão com Deus, com os outros e com todas as criaturas. Assim, assume em sua própria existência esse dinamismo trinitário que Deus imprimiu nela desde a criação. Tudo está conectado, e isso nos convida a amadurecer uma espiritualidade da solidariedade global que brota do mistério da Trindade”.

Da Visitação passamos para a Assunção. Maria foi “assumida” para o encontro definitivo com Deus. Ela “subiu” porque “desceu” ao encontro dos preferidos do Pai. Na Visitação, Deus começou pelo coração e logo desceu aos pés e às mãos. Em outras palavras: Deus nos coloca sempre a serviço. Não foi necessário pedir nada, pois o amor descobre as necessidades dos outros. Porque o amor não espera, antecipa. O amor sempre tem pressa, não sabe esperar. O amor se faz gesto, atitude e serviço. “O amor consiste mais em obras que em palavras”(S. Inácio).

O amor põe pressas aos pés. Amor, coração e pés se fazem serviço aos demais. Quando amamos, as distâncias se fazem curtas, e a alegria nos invade. Nesta visita João salta de alegria no ventre de Isabel e esta extravasa seu júbilo. Maria canta seu Magnificat. E Isabel explode em um grito de louvor e reconhecimento.

Nosso mundo está carente de encontros significativos. A Visitação é um convite a “cruzar montanhas”, transpassar fronteiras, abrir buracos nos ilusórios muros de classe, de cultura, de raça, de gênero, de religião, etc... Desafiar a cultura do desencontro e do descarte, e no seu lugar construir pontes de amizade.

Vivamos em ritmo de Visitação!


Opine sobre la noticia con Facebook
Opine sobre la noticia
Normas de etiqueta en los comentarios
Desde PERIODISTA DIGITAL les animamos a cumplir las siguientes normas de comportamiento en sus comentarios:
  • Evite los insultos, palabras soeces, alusiones sexuales, vulgaridades o groseras simplificaciones
  • No sea gratuitamente ofensivo y menos aún injurioso.
  • Los comentarios deben ser pertinentes. Respete el tema planteado en el artículo o aquellos otros que surjan de forma natural en el curso del debate.
  • En Internet es habitual utilizar apodos o 'nicks' en lugar del propio nombre, pero usurpar el de otro lector es una práctica inaceptable.
  • No escriba en MAYÚSCULAS. En el lenguaje de Internet se interpretan como gritos y dificultan la lectura.
Cualquier comentario que no se atenga a estas normas podrá ser borrado y cualquier comentarista que las rompa habitualmente podrá ver cortado su acceso a los comentarios de PERIODISTA DIGITAL.

caracteres
Comentarios

Aún no hay Comentarios para este post...

    Miércoles, 21 de noviembre

    BUSCAR

    Editado por

    Síguenos

    Hemeroteca

    Noviembre 2018
    LMXJVSD
    <<  <   >  >>
       1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    2627282930