Religión Digital

O tamanho da cruz

27.07.17 | 18:11. Archivado en Cardenal Clemente

Irmãos caríssimos, saúdo-vos a todos com as palavras nunca gastas de São Paulo aos Gálatas: «Graça e paz a vós, da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo, que a si mesmo se entregou pelos nossos pecados, para nos libertar deste mundo mau, segundo a glória de Deus nosso Pai. A Ele a glória pelos séculos dos séculos! Ámen» (Gl 1, 3-5).

>> Sigue...

Hacer comentario


Homilia no Corpo de Deus

26.06.17 | 11:26. Archivado en Cardenal Clemente

Homilia no Corpo de Deus, no Congresso Eucarístico de Angola, no Huambo

Um Congresso para um tempo novo

Irmãos caríssimos,

O Evangelho que ouvimos, depois das outras leituras, oferece-nos a melhor conclusão do Congresso Eucarístico que celebrámos nestes dias. Na verdade, São Lucas concluiu quase assim o seu Evangelho, para nos dizer como tudo pode e deve continuar, sempre com Cristo vivo, que origina o reencontro e desencadeia o testemunho. Antes de mais Ele próprio, que vem ao nosso encontro. E consequentemente nós, que o comunicaremos depois, cada vez mais e melhor, porque mais experimentado também.

>> Sigue...


Os olhos da fé são mais claros e profundos…

27.04.17 | 11:55. Archivado en Cardenal Clemente

Caríssimos irmãos em pleníssima Páscoa, oiçamos de novo o relato evangélico: «Simão Pedro entrou no sepulcro e viu as ligaduras no chão e o sudário que tinha estado sobre a cabeça de Jesus, não com as ligaduras, mas enrolado à parte. Entrou também o outro discípulo que chegara primeiro ao sepulcro: viu e acreditou.» Encontraram um sepulcro vazio. Apenas os panos e sem o cadáver que tinham envolvido. Sinais acreditados duma morte vencida. Reveladores assim mesmo da vida alcançada por Quem a dera totalmente. Totalmente da parte de Deus e totalmente da parte do homem.

>> Sigue...


Para o perfeito cumprimento do “programa” essencial de Cristo

14.04.17 | 10:50. Archivado en Cardenal Clemente

Caríssimos irmãos sacerdotes do clero secular e regular, presentes nesta grande assembleia do Povo Sacerdotal de Lisboa: As palavras “crismais” que acabámos de ouvir, retomam-nos em Cristo para o anúncio vivo do seu Evangelho essencial. São como que uma requalificação ministerial permanente, no nosso caso e a favor de todos: «O Espírito do Senhor está sobre mim, porque Ele me ungiu para anunciar a boa nova aos pobres. Ele me enviou a proclamar a redenção aos cativos e a vista aos cegos, a restituir a liberdade aos oprimidos, a proclamar o ano da graça do Senhor.»

>> Sigue...


Homilia na Solenidade de São Vicente

23.02.17 | 18:57. Archivado en Cardenal Clemente

Para que o grão dê muito fruto

«Se o grão de trigo cair na terra e não morrer, fica só ele; mas, se morrer, dá muito fruto»: Assim acabamos de ouvir, no Evangelho da solenidade de São Vicente, diácono e mártir, padroeiro principal do Patriarcado de Lisboa. E tudo quanto herdamos do nosso passado cristão, propriamente dito; tudo quanto celebramos em Cristo e no seu mártir, nosso padroeiro; tudo quando havemos de projetar para o futuro em termos de Evangelho e missão, na cidade, na diocese e além dela – tudo, legitimamente tudo, se pode e deve entender à luz daquela palavra de Cristo, que aliás compendia a sua vida feita Páscoa e o seu Espírito feito dom e impulso.

>> Sigue...


E o Verbo fez-Se carne e habitou entre nós

01.01.17 | 19:01. Archivado en Cardenal Clemente

O Verbo fez-Se carne e habitou entre nós… Assim acabamos de ouvir e por isso aqui estamos com Ele, porque Ele está connosco. Reconheçamo-lo mais, para o anunciarmos melhor. Como indica a nossa Constituição Sinodal de Lisboa, numa das suas opções programáticas: «Centrar o conteúdo da evangelização no querigma, fazendo ressoar em todas as partes o primeiro anúncio da fé».

>> Sigue...


Sem Maria, nada seríamos nem faríamos como Igreja

21.12.16 | 18:24. Archivado en Cardenal Clemente

Homilia na Solenidade da Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria, celebração conclusiva do Sínodo Diocesano e Ordenações

Celebrar a Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria é também vislumbrar-nos a nós mesmos como Deus a olhou a Ela: em função de Cristo e a partir de Cristo.

Em função de Cristo, pois, como ouvimos na Carta aos Efésios, é n’Ele que nos tornamos «santos e irrepreensíveis, em caridade». Em Cristo, tornamo-nos no que Maria foi desde a sua Conceição: santos e irrepreensíveis, além de toda a mácula, pecado e desamor.

>> Sigue...


Há um Advento a perfazer agora

02.12.16 | 11:47. Archivado en Cardenal Clemente

Irmãos e amigos, e especialmente vós, caríssimos membros do nosso Sínodo diocesano, assim inaugurado: Ficou-nos certamente no ouvido o que acabou de ressoar no Evangelho: «Nos dias que precederam o dilúvio, comiam e bebiam, casavam e davam em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca e não deram por nada, até que veio o dilúvio, que a todos levou». Contraste fortíssimo, este, entre o que continua e o que descontinua, entre o habitual e a desabituação forçada, hoje ou amanhã, para nós e para os outros. Neste como noutros trechos, Jesus alerta para a realidade das coisas, tais como são ou podem ser, sem alienação nem olvido.

>> Sigue...

Hacer comentario


Heredeiros do Espirito de Cristo

19.09.16 | 18:04. Archivado en Cardenal Clemente


Homilia da Missa do XXV Domingo do Tempo Comum Encerramento do Congresso Internacional do Espírito Santo, Alenquer, 18 de setembro de 2016. Irmãos e amigos, estimados paroquianos de Alenquer e congressistas provindos de tantas terras:

Saúdo-vos a todos e a cada um, desta comunidade paroquial e de muitos outros lugares, no encerramento do Congresso que em boa hora evocou o Espírito Santo como memória, reflexão e vida. E precisamente aqui, nesta antiga e formosa terra de Alenquer, bem como no convento de São Francisco, que tanto se liga aos primórdios das Festas do Paráclito em Portugal e no mundo.

>> Sigue...


Definitivamente, para a redenção dos homens

01.09.16 | 12:38. Archivado en Cardenal Clemente

Caríssimos irmãos: Nenhum de nós está aqui por causa bastante de si próprio. Nem nós todos, os batizados, nem vós mesmos, os ordinandos.

A profecia que ouvimos, essa mesma que Jesus realizou tão depois, tão agora, essa é que nos traz aqui. Porque o Espírito do Senhor também nos unge e nos envia «a anunciar a boa nova aos infelizes, a curar os corações atribulados, a proclamar a redenção aos cativos e a liberdade aos prisioneiros, a proclamar o ano da graça do Senhor…» Porque, enfim, se cumpre o Jubileu – não só o que vivemos “da Misericórdia”, mas o que Jesus sempre oferece como misericórdia permanente.

>> Sigue...


Notas históricas sobre o Tricentenário do Patriarcado de Lisboa

09.07.16 | 11:59. Archivado en Cardenal Clemente

A 7 de novembro de 1716, pela bula In supremo apostolatus solio, o Papa Clemente XI criava o Patriarcado de Lisboa, título da capela real que se alargaria depois à diocese inteira - primeiro a Lisboa Ocidental e em 1740 também a Lisboa Oriental.Comemora-se o tricentenário deste acontecimento, tão eclesial como régio, em que D. João V se implicou ativamente, como em tudo o que combinasse o prestígio da monarquia e a piedade pessoal, que nunca lhe faltou.

>> Sigue...


Homilia na Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo

11.06.16 | 10:54. Archivado en Cardenal Clemente

A memória viva da Ceia do Senhor

«Irmãos: Eu recebi do Senhor o que também vos transmiti: o Senhor Jesus, na noite em que ia ser entregue, tomou o pão e, dando graças, partiu-o e disse: “Isto é o meu Corpo, entregue por vós. Fazei isto em memória de Mim. Do mesmo modo, no fim da ceia, tomou o cálice e disse: “Este cálice é a nova aliança no meu Sangue. Todas as vezes que o beberdes, fazei-o em memória de Mim”. Na verdade, todas as vezes que comerdes deste pão e beberdes deste cálice, anunciareis a morte do Senhor, até que Ele venha.»

>> Sigue...


Martes, 24 de octubre

BUSCAR

Sindicación